(11) .
    • 17 MAR 14
    • 0
    Bons motivos para se ter um cão da raça Schnauzer. (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época).(Foto: Bruno Vincent/Getty Images)

    Quem nunca se encantou com o Joca, aquele cãozinho cinza baixinho e barbudinho do clássico da Disney A dama e o vagabundo?

    Originário da Alemanha, o Schnauzer, ganhou o mundo após a Segunda Guerra Mundial e foi a terceira raça mais popular da América por algum tempo. A tradução do nome em português para alguns é “barba curta”, para outros, apenas “focinho”, mas ambas não poderiam ser mais apropriadas.

    Com temperamento afetuoso e brincalhão, os cães desta raça são atentos, curiosos, fieis ao dono e sociáveis. Comportados dentro de casa, adoram participar de todas as atividades da família. É uma raça que adora crianças, muito obediente, porem alguns gostam de latir bastante. Se adaptam bem tanto dentro quanto fora de casa. Por ser de uma raça bem robusta, o cão não fica doente facilmente. É um cachorro que se apega rapidamente ao dono, mas sente muito ciúmes, principalmente se outro animal de aproxima.

    A expectativa de vida costuma ser por volta de 14 anos, porém não raro vemos Schnauzers com idade mais avançada. Problemas de saúde como dermatites, cálculos em bexiga e alterações nos níveis de triglicérides e colesterol são mais frequentes em cães desta raça. Exemplares na cor preta, branca e “sal e pimenta” (cinza ou prata) são bastante populares. O tamanho pode variar entre miniatura, médio (Standard) e gigante.

    Aprende comandos e regras rapidamente. No quesito inteligência, ocupa o 12º lugar. Se destaca bastante no agility, e com correto manejo, não tem tendência a obesidade. Pode ter o corpo tosado a cada 2 meses preservando a saia e os pelos da barbicha, franja e patas, conferindo um charme especial à raça. Se você procura um cão leal e fiel, com certeza esta é uma ótima opção!

    (Fernanda Fragata é veterinária formada pela Universidade de São Paulo, é diretora do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo. Escreve no site de ÉPOCA sobre saúde e comportamento animal às segundas-feiras)

    Deixe um comentário →