(11) .
    • 23 AGO 12
    • 0
    Especialista do Hospital Veterinario Sena Madureira esclarece dúvidas sobre coleira antilatido na revista Meu Pet.

    Segundo a médica veterinária Maria Cecília Curado, a coleira antilatido pode traumatizar o cão e deve ser evitada


    Problemas com cachorros muito barulhentos – principalmente em apartamentos – às vezes são resolvidos com uma coleira conhecida como antilatido, mas médica veterinária Maria Cecília Fleury Curado, do Hospital Veterinário Sena Madureira alerta:

    “ Esse tipo de acessório provoca um estímulo negativo nos cães e pode até traumatizá-los. Isso porque o equipamento funciona por meio de minichoques: toda vez que o animal late, recebe uma pequena corrente elétrica. Em minha opinião, não se deve recorrer a essa coleira como único meio de conter os latidos do cão. O ideal é investigar as causas do comportamento – por exemplo, tédio ou solidão – e tentar solucioná-las de outra maneira, sempre com a orientação de um profissional.”

    Deixe um comentário →