(11) .
    • 06 MAI 15
    • 0
    No frio, cães e gatos precisam de cuidados especiais (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época)Cães sofrem com os dias de inverno (Foto: SXU.hu)

    Algumas raças de cães e de gatos sofrem com os dias gelados!


    Assim como acontece com as crianças e os idosos, no outono inicia-se a campanha de vacinação contra gripe nos cães e gatos. Os cães podem contrair o vírus influenza, semelhante ao da gripe humana, e uma bactéria chamada Bordetella bronchiseptica que é altamente contagiosa, ou seja, passa facilmente de um cão para outro, e pode causar tosse, inflamação da traqueia e até pneumonia. Nos gatos, o vírus da rinotraqueíte que é o responsável pelos sintomas semelhantes ao da gripe, com secreção nasal, conjuntivite, podendo evoluir também para pneumonia. Por isso é importante manter todas as vacinas em dia, não somente a vacina contra raiva.

    Roupinhas, caminhas, cobertores, produtos de higiene sem enxágue ou que aumentam a durabilidade dos banhos são itens que não devem faltar em casa, pois algumas raças sofrem com os dias gelados. Os filhotes e os mais velhinhos são ainda mais sensíveis. Animais que passam a maior parte do dia ou dormem em áreas externas precisam ter um refúgio garantido do vento e da chuva. As casinhas e tocas com mantas ou cobertores em seu interior são as melhores opções neste caso.

    Os materiais também variam, mas os modelos fabricados em plástico e que possuem o telhado removível são os mais fáceis de limpar. Existem modelos que se adaptam a todos os portes e raças de cães e gatos. Para os pets que dormem dentro de casa ou em outras áreas fechadas, caminhas, colchonetes e edredons são suficientes para manter o calor mesmo durante a noite. A dica neste caso é escolher um acessório no qual o animal possa se acomodar e se esticar sem deixar partes do corpo muito encolhidas ou para fora. Verificar se a resistência do material é condizente com a raça do pet também é outro fator importante. Lembre-se que os gatos arranham e que os cães mordem.

    As roupinhas, lenços e cachecóis também são recursos que podem ser utilizados para manter o calor em cães e gatos de pelagem curta. Para que as roupas não se tornem um grande incômodo para os animais, é preciso escolher uma numeração que se ajuste ao bicho de maneira confortável. Roupas apertadas sufocam e irritam os pets e as largas podem atrapalhar os movimentos. Os cães de grande porte e os gatos costumam ser mais intolerantes a esses acessórios, o melhor é fazer com que eles se adaptem gradualmente à roupa, supervisionando o uso nos primeiros dias para que o animal não se machuque tentando se livrar do vestuário. Intercalar os banhos com seções de limpeza com produtos sem enxágue ajuda a manter o animal higienizado e cheiroso, mas a maioria desses produtos funciona melhor em cães de pelagem curta. A escovação diária também auxilia na remoção de pelos mortos e a poeira permitindo um maior intervalo entre os banhos.

    Deixe um comentário →