(11) .
    • 07 ABR 14
    • 0
    Sphynx, o gato sem pelos (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época).Sphynx, o gato sem pelos (Foto: Oli Scarff/Getty Images)

    Resguardado por uma minoria durante muito tempo, a raça de gatos Sphynx vem ganhando admiradores apaixonados na cidade. Com uma história de origem bastante curiosa, este gatinho originário do Canadá desperta a curiosidade de todos e a paixão de quem convive com ele. A ausência de pelos aparentes é uma das características mais conhecidas, porém sua descrição não deve parar por aí.

    Esta raça é extremamente afetuosa, cheia de disposição, muito brincalhona, sociável, inteligente e bastante ligada ao dono. Esta ligação forte com o dono se assemelha muito à relação que os cães têm com as pessoas, uma vez que o sphynx segue o dono em todos os cantos da casa e o festeja sempre que chega ao lar, mas claro sem perder as demais características particulares dos gatos.

    Engana-se quem pensa que esta raça não necessita de cuidados diários com a pelagem ou a pele como os outros animais. Com o corpo coberto por uma fina camada de pelugem de coloração variada, apresenta também uma camada oleosa sobre a pele com o objetivo de hidratar e proteger da exposição extrema ao sol, ao calor e ao frio. Porém, essa camada em excesso pode causar mau cheiro e aspecto engordurado. A limpeza diária com lenços umedecidos específicos e o banho mensal com xampu neutro propiciam uma pele saudável e agradável ao toque.

    Não possuem muitos problemas de saúde específicos, necessitando visitas ao veterinário apenas para vacinação e check-up de rotina na maioria das vezes.

     

    (Fernanda Fragata é veterinária formada pela Universidade de São Paulo, é diretora do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo. Escreve no site de ÉPOCA sobre saúde e comportamento animal às segundas-feiras)

    Deixe um comentário →