(11) .
    • 08 ABR 15
    • 0
    Ter um cão ajuda a combater a obesidade (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época)

    No dia 6 de abril é comemorado o Dia Internacional da Atividade Física. Durante todo o mês diversas campanhas buscam incentivar pessoas de todas as idades a incluir algum exercício em sua rotina diária. E quem tem um cão sai em grande vantagem.

    Estudos mostram que um cão pode ser um poderoso incentivo para colocar as pessoas em movimento. Os donos de cães que passeiam frequentemente com seu pet são mais ativos durante todo o dia do que as pessoas que não têm. Um estudo ainda descobriu que as pessoas mais velhas são mais propensas a fazer caminhadas regulares quando o companheiro de passeio é um canino, e não uma pessoa.

    Pesquisadores da Universidade Estadual de Michigan concluíram que 60% das pessoas que passeiam com seu cão regularmente preencheram os critérios para o exercício moderado ou vigoroso regular, enquanto apenas um terço daqueles que não têm cães atinge esta marca. E não são só os donos que ganham nesta história. Um estudo brasileiro, inédito no país, mostrou que os cães que caminham regularmente por pelo menos 20 minutos durante seis meses apresentam melhor qualidade de vida, mensurada através de questionários respondidos pelos donos.

    A tão temida obesidade tem seu controle mais efetivo quando o dono e o cão se unem na prática de atividade física. O cão obeso fica mais propenso a desenvolver diabetes, problemas nas articulações das patas, tumores, deficiência no sistema imunológico, hipertensão, agravamento de doenças ortopédicas como a artrite. Isso também serve para os humanos. Portanto, não hesite em dar aquela voltinha com seu amigão de quatro patas. Com certeza os benefícios serão sentidos por ambos. Mas possuir um cão não é garantia de atividade física. Alguns tutores não andam com seus bichinhos e, consequentemente, ambos fazem menos exercício do que deveriam. Se você se enquadra neste grupo, repense. Comece aos poucos, com 10 minutos diários e vá aumentando gradativamente. Nunca é tarde para começar!

    Deixe um comentário →