• 06 NOV 15
    • 0
    Alimentos que seu cão nunca deve comer (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época). (Foto: Thinkstock/Getty Images)

    Até mesmo uma simples fruta pode não ser indicada ao seu pet!


    A alimentação dos pets evoluiu muito nos últimos anos contribuindo para a saúde e bem estar de nossos melhores amigos. Mas oferecer outros alimentos pode não somente desbalancear a dieta como pode pôr seu cão em risco. A proximidade cada vez maior com os donos, seus hábitos e rotina é muito prazerosa para ambos, porém, merece atenção e cuidados, sempre respeitando as particularidades de cada espécie. Por isso, evite compartilhar alimentos com seu cão. Converse sempre com seu veterinário de confiança antes de dividir com seu amigo alguns petiscos. Até mesmo uma simples fruta, aparentemente inofensiva e saudável, pode não ser indicada ao seu pet. Seguem alguns exemplos de alimentos proibidos para cães.

    Abacate
    O abacate e suas sementes e folhas contêm uma toxina chamada persin. O persin é uma toxina fúngica geralmente inofensiva aos seres humanos, mas quando consumida por animais domésticos é perigosa. Pode causar vômitos, diarreia e problemas respiratórios.

    Alho e cebola
    O alho e a cebola podem causar danos nas células vermelhas do sangue de cães. O alho, se usado em pequena quantidade, oferece menor risco. A cebola costuma ser menos tolerada. Pequenas porções já podem levar a alterações importantes no sangue, podendo causar a morte. Os sintomas iniciais mais comuns são vômito, diarreia, salivação intensa, que podem evoluir para incoordenação, apatia, falta de apetite, urina escura secundária e destruição das células vermelhas do sangue (hemácias).
      
    Uvas frescas ou passas
    Existem inúmeros relatos de cães que desenvolveram insuficiência renal (falência dos rins) após ingerir uvas frescas ou passas. Não são todos os animais que comem uvas que desenvolvem a doença, mas é melhor não arriscar. Os sintomas vão de vômitos nos casos mais brandos a sintomas clássicos de mau funcionamento dos rins, como aumento da ingestão de água e da produção de urina, falta de apetite, dor abdominal e, em casos mais avançados, a diminuição na produção de urina.

    Macadâmia
    Os sintomas de envenenamento por macadâmia muitas vezes começam com fraqueza, vômito, febre, incoordenação e agitação.

    Ossos
    Os ossos de frango, assados e outras carnes podem causar engasgo, obstrução de vias aéreas, lesões, sangramento e ate perfuração do trato gastrointestinal.

    Massa de pão
    Ao ingerir pão ou a massa crua, pode ocorrer grande produção de gás, causando dilatação do estômago, com grande desconforto abdominal e possibilidade de repercussão hemodinâmica e até uma torção gástrica e culminar na morte do animal. Além disso, a fermentação da massa ou do pão pode produzir compostos alcoólicos que devem ser evitados. Os sinais mais comuns de um cão com dor abdominal são falta de apetite e dificuldade para deitar e ficar inquieto.

    Xilitol
    Muito usado como adoçante em chicletes, doces, alimentos, bebidas e creme dental. Frutas, legumes e cogumelos também conter pequenas quantidades de xilitol. Nos cães, este ingrediente pode causar um aumento acentuado na produção de insulina, que faz com que o açúcar do sangue caia acentuadamente. O xilitol pode também causar danos no fígado. Além do vômito podem apresentar também fraqueza e desmaio.
       
    Bebidas com cafeína
    A cafeína é tóxica para o cão. Um animal intoxicado fica agitado, hiperativo, ofegante, incoordenado e pode ter tremores musculares.

    Chocolate
    O chocolate contém teobromina que é muito tóxica e prejudicial aos cães, além da cafeína que já citamos. Os sintomas são vômitos, diarreia, hiperatividade, tremores musculares, convulsão, arritmia e pode levar rapidamente à morte.

    Álcool
    Mesmo em pequenas quantidades o álcool é muito perigoso para seu cão e pode levar à morte. Os sintomas são vômitos, agitação, incoordenação, apatia e desmaio.

    Caso seu cão venha a ingerir algum desses alimentos ou apresente qualquer alteração após ingerir outras comidas, leve-o imediatamente à emergência veterinária para iniciar os primeiros socorros. Todos os casos de intoxicação, seja alimentar, medicamentosa ou por produtos tóxicos são considerados emergência e devem ser tratados o mais rápido possível. Fique sempre atento.

    Deixe um comentário →
Primeiro Pet Hotel 6 estrelas ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ em SP. Vai viajar? Reservas (11) 5572-8778.

pethotel3

"Novo Pet Hotel 6 estrelas do Hospital Veterinário Sena Madureira é destaque na TV Record. Confira!"

"E ainda tem mais..."

pethotel4pethotel2pethotel