(11) .
    • 16 JUN 12
    • 0
    Cuidado: clima junino coloca pets em perigo. (TV Record)

    Colocar algodão nos ouvidos e observar o comportamento do animal é fundamental para evitar acidentes graves com fogos.


    Com as festas juninas, além do clima de comidinhas e petiscos, aparecem os fogos de artifício, bombinhas e até morteiros. Alguns deles causam incômodo em nós seres humanos, por serem muito barulhentos ou terem um cheiro forte quando queimados muito próximos.

    Agora imagine o transtorno que essas festividades podem causar aos bichinhos? Neste caso é importante observar o comportamento de seu animal de estimação, como explica Fernanda Fragata, diretora do Hospital Veterinário Sena Madureira.

    — Se o animal for mais agressivo, na hora dos fogos e do barulho intenso é melhor deixa-lo isolado, pois, como defesa, ele pode atacar o dono. Fernanda acrescenta que a atenção também deve estar com os gatinhos ou cachorros que fiquem mais assustados, pois, no hospital, já recebeu casos de queimaduras de bichinhos bem machucados.— Certa vez tivemos no hospital um cachorro com queimaduras que, ao se assustar com fogos, tentou se esconder atrás do motor da geladeira. O caso era bem grave e isso pode acontecer também com gatos e outros animais de estimação.

    Morteiros e até as inofensivas (para nós) biribinhas também são causadores de problemas graves em animais, podendo provocar queimaduras e outros acidentes.

    — Muitos gatos são brincalhões e cachorros não ficam atrás. Podem querer tocar a bombinha ou o morteiro e sofrer graves ferimentos.

    Prevenções De acordo com Fernanda, o melhor remédio para o animal, tanto assustado, quanto agressivo – e até mesmo os que parecem não se importar com o barulho, é colocar algodão no ouvido antes do período dos fogos.

    — Se o animal já tiver alguma doença cardíaca ou crises de convulsão, nestes períodos que incluem dias de jogos de futebol e festas juninas, o ideal é fazer uma avaliação com o veterinário para, se for o caso, até aumentar a dose de calmantes e remédios.

    Deixar o animal o menos estressado e não demonstrar a ansiedade a ele também é uma boa dica.

    — Muitas vezes o dono fica tão ansioso e apreensivo que transfere isso ao animal.

    Além disso, Fernanda aponta a necessidade de fechar lugares em que o bichinho possa se esconder, a fim de evitar que eles se machuquem (atrás de fogões, eletrodomésticos em geral, embaixo de camas) para que não fiquem entalados, se queimem ou tenham algum tipo de corte.

    — Também vale ficar atento para que o animal não queira escapar pelo portão e corra o risco de ser atropelado ou se acidente em escadas e elevadores de prédios, por exemplo. Ficar de olho em seu bicho de estimação é fundamental para a sobrevivência dele.

    Deixe um comentário →

Conheça o Hospital

Primeiro Pet Hotel 6 estrelas ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ em SP. Vai viajar? Reservas (11) 5572-8778.

pethotel3

"Novo Pet Hotel 6 estrelas do Hospital Veterinário Sena Madureira é destaque na TV Record. Confira!"

"E ainda tem mais..."

pethotel4pethotel2pethotel