Novo: 
ANIMAIS SILVESTRES
    • 01 SET 16
    • 0
    O gato arranhou o cachorro, e agora? Entenda a gravidade de alguns casos e o que fazer (Matéria na Coluna do Dr. Mário Marcondes do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Meu Pet)O gato arranhou o cachorro, e agora? Entenda a gravidade de alguns casos e o que fazer (Texto Mário Marcondes | Adaptação Luana Zanolini | Foto Shutterstock).

    A relação gato e cachorro pode não ser como o esperado e causar sérias brigas. Um arranhão no rosto do cão pode ser grave, ocasionando até úlcera de córnea. Entenda sobre o assunto e saiba o que fazer.


    Não é incomum ter cachorros e gatos morando juntos em uma mesma casa. A rixa entre as duas espécies sempre foi enaltecida até em desenhos animados, mas eles podem, sim, viver juntos de forma pacífica, porém só se entendermos as particularidades de cada um.

    Ainda que os dois peludos estejam bem socializados, brigas podem acontecer por disputa de espaço ou atenção, e até brincadeiras podem ficar um pouco violentas. Assim, o gato pode sofrer uma mordida e o cão, inevitavelmente, está sujeito a sofrer um arranhão.

    Os arranhões são mais comuns na face e a região mais sensível são os olhos. Quando o felino arranha o cão, a consequência pode ter lá sua gravidade, ocasionando até mesmo uma lesão ocular chamada úlcera de córnea. Mas, então, o que fazer? Lave a área delicadamente com solução fisiológica ou água filtrada e, em seguida, leve o cão a um pronto-socorro. Pode ser necessária uma cirurgia reparadora e o animal receberá antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos e colírios.

    Já em caso de arranhões na pele, verifique o tamanho da lesão e a existência de sangramento ativo aparente. O procedimento correto é lavar com água corrente e sabonete líquido antisséptico, pressionando o local com uma gaze esterilizada. Depois disso, passe uma faixa ou atadura pela pele e vá a um atendimento emergencial para verificar a necessidade de suturas.

    Para evitar machucados e desentendimentos entre os pets, não incentive possessividade e mostre que cada um tem a sua comida e brinquedos. Supervisione sempre que possível as brincadeiras.

    Dúvida do leitor

    “Meu cachorro come a ração do meu gato, isso é ruim?” Juliana Teixeira – São Paulo/SP

    Os gatos possuem um apetite mais apurado que os cães. Por isso, as rações comerciais de gatos em geral são mais palatáveis, o que faz os cachorros tentarem comer. No entanto, o alimento é desenvolvido e balanceado de acordo com a espécie e, embora não necessariamente faça mal ao cão em curto prazo, no futuro pode causar deficiências nutricionais. A mesma coisa acontece com o felino que ingere comida de cachorro. Uma dica importante é separar os animais em ambientes diferentes no momento da alimentação.

    Deixe um comentário →
Primeiro Pet Hotel 6 estrelas ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ em SP. Vai viajar? Reservas (11) 5572-8778.

pethotel3

"Novo Pet Hotel 6 estrelas do Hospital Veterinário Sena Madureira é destaque na TV Record. Confira!"

"E ainda tem mais..."

pethotel4pethotel2pethotel