(11) .
    • 27 MAR 15
    • 0
    O misterioso gato siamês (Matéria na Coluna da Dra. Fernanda do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Época)

    Este charmoso e fascinante gato é famoso no mundo todo e possui diversas histórias interessantes. Animal de orelhas grandes e olhos azuis, é muito atraente. De natural elegância, tem o corpo esguio, a pelagem curta e quatro cores tradicionais: selo, chocolate, azul, lilás. A raça foi uma das primeiras a ser domesticada pelo homem. A primeira aparição foi na Ásia, ao que tudo indica.

    Originário de Siam (hoje Tailândia), de onde vem seu nome, os antigos contam que, após a morte de um membro da família real, acreditavam que o gato siamês receberia a alma da pessoa. O gato, então, mudou-se para um templo, passando o resto de sua vida no luxo, com monges e sacerdotes. Outro mito fala sobre a causa do olhar cruzado da raça: um felino tinha o dever de guardar um vaso real, enrolando sua cauda em torno dele e, para cumprir a tarefa, olhava para o vaso de forma tão intensa que seus olhos se cruzavam. Outros dizem que gatos siameses guardavam anéis pertencentes a uma princesa real. Eles deslizavam os anéis em suas caudas e desenvolviam torções na cauda para impedir a queda dos anéis.

    A raça inspirou um livro de poemas escrito entre 1350 e 1767, que faz referência a um gato magro de corpo pálido e coloração escura nas orelhas, cauda e pés. Não se sabe exatamente quando foi a primeira aparição do gato siamês na Grã-Bretanha, onde ficou famoso. O relato mais antigo documentado fala de um par de gatos siameses dado para a irmã de um cônsul geral britânico em Bangkok, em 1884. Ao que tudo indica, eles foram exibidos no ano seguinte, em Londres. E rapidamente a raça começou a ganhar popularidade regional.

    O primeiro gato siamês na América foi dado para a Sra Rutherford B. Hayes (a primeira-dama dos Estados Unidos), em 1878, pelo cônsul dos EUA, David Stickles. Ele viveu até o fim de seus dias na Casa Branca. Por causa de sua popularidade, a raça siamês foi usada para formar muitas raças atuais, incluindo o Himalaia, Birmânia, Tonkinese, Korat, Snowshoe, e raças orientais miríade (Shorthair Oriental, Oriental Longhair, Colorpoi, Colorpoint Longhair, balineses, e javanês).

    São animais com temperamento muito imprevisível, pois oscilam da preguiça para a mais plena e intensa atividade. Adoram carinho e ficar junto ao dono, de quem não escondem sentir ciúmes. Gostam de brincar sozinhos, com brinquedos e com outras pessoas – desde que sejam respeitados no tempo deles, caso contrário podem se tornar ariscos. São muito curiosos, fuçam as coisas e mexem em tudo. Por isso é preciso muito cuidado com o que se deixa exposto. Podem não ser muito sociáveis com estranhos. As fêmeas, na época do cio, tendem a ficar manhosas e histéricas. Exigem mais atenção e paciência, o que ressalta a importância de castrá-las antes da puberdade. São gatos tão fiéis ao dono quanto um cão, mas gostam de ter o seu espaço. É impossível não se apaixonar.

    Deixe um comentário →

Conheça o Hospital

Primeiro Pet Hotel 6 estrelas ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ em SP. Vai viajar? Reservas (11) 5572-8778.

pethotel3

"Novo Pet Hotel 6 estrelas do Hospital Veterinário Sena Madureira é destaque na TV Record. Confira!"

"E ainda tem mais..."

pethotel4pethotel2pethotel