Novo: 
ANIMAIS SILVESTRES
    • 18 AGO 16
    • 2
    Pisei na patinha do meu cachorro, o que fazer? (Matéria na Coluna do Dr. Mário Marcondes do Hospital Veterinário Sena Madureira na Revista Meu Pet)Pisei na patinha do meu cachorro, o que fazer? Texto Mário Marcondes | Adaptação Luana Zanolini | Foto FreeImages

    Pisar na patinha do cachorro sem querer é um acidente que pode acontecer. Para esses momentos, é preciso saber o que fazer e garantir que seu pet seja socorrido corretamente. Confira!


    Muitas são as situações emergenciais quando temos um bicho conosco, entre elas estão os traumas, ou seja, feridas que podem ser graves. Um exemplo é pisar na patinha do cachorro sem querer. Nesses momentos, nos perguntamos: o que fazer?

    Primeiramente devemos nos ater ao tamanho do bicho. Animais de raças pequenas como Poodle Toy, Yorkshire ou Lulu da Pomerânia são mais delicados e podem sofrer uma lesão maior quando pisoteados. Também devemos atentar ao tamanho de quem pisou, se foi um adulto ou uma criança. Esses fatores fazem toda a diferença. Uma criança que pise num pet maior pode não machucar o mascote, já um pisão de um adulto num pequeno animal pode ser o início de um grande problema.
    Como agir depois do pisão

    Em todos os casos de trauma o mais importante é manter a calma e lembrar que para quase todo tipo de situação existe uma solução e tratamento. Esse pode ser o caminho para evitar entrar em desespero! Mantida a calma, saiba como avaliar o quadro. Com auxílio de sua mão, faça pequenos movimentos laterais para verificar se o membro dele foi fraturado. Crepitações podem ser indício de fratura. Nesse caso, mantenha a pata na posição anatômica e, com a ajuda de outra pessoa, tente fazer uma tala de imobilização com uma régua ou palito de sorvete para levar o animal até o pronto-socorro (na edição 44 da Revista Meu Pet, pág. 20, ensina como improvisar uma tala para o bichinho). Isso evitará que a lesão aumente.

    No veterinário, será avaliada a necessidade de medicar seu peludo com com anti-inflamatório e analgésico. Para isso, será solicitada uma radiografia do membro para constatar se foi ou não fraturado. As fraturas podem ser tratadas por meio de imobilização com um tipo de gesso ou até mesmo com pinos ou placas fixadas em cirurgia. Mesmo que o caso não seja grave, considere levar o animal num veterinário ortopedista para garantir que seu amigão esteja realmente bem.

    Deixe um comentário →

Conheça o Hospital

Primeiro Pet Hotel 6 estrelas ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ em SP. Vai viajar? Reservas (11) 5572-8778.

pethotel3

"Novo Pet Hotel 6 estrelas do Hospital Veterinário Sena Madureira é destaque na TV Record. Confira!"

"E ainda tem mais..."

pethotel4pethotel2pethotel